Soluções de faturação desde 249,99€

about-img1

Para as Micro empresas e gabinetes, a PMR Leiria disponibiliza uma nova solução de faturação que permite elaborar todos os Documentos de Venda (Fatura, Fatura Simplificada, Fatura/Recibo, Notas de Débito e de Crédito), Documentos de Transporte (Guias de Remessa, Guias de Transporte e Fatura Proforma) e Documentos de Compra com atualização das Contas Correntes de Clientes e Fornecedores, tendo ainda a possibilidade de ligação com a Aplicação PMR-Contabilidade.

Estabelecendo-se como uma importante alternativa de mercado, esta nova aplicação pode ser adquirida desde 249,99€.

Para mais informações e esclarecimentos, ou para usufruir de condições especiais, contactar PMR Leiria.

Novo salário mínimo nacional – Regras TSU

Diario_da_republica

O diploma que aumenta o salário mínimo para 505 euros já foi publicado em Diário da República, através do Decreto-Lei nº 144/2014 de 30 de Setembro e entra em vigor esta Quarta-feira, dia 1 de Outubro.

A retribuição mínima mensal garantida (RMMG) vai subir 20 euros a partir de hoje e o novo valor vai vigorar até 31 de Dezembro de 2015.

Em troca deste aumento para 505 euros, as contribuições das empresas para a Segurança Social vão descer em 0,75 pontos percentuais, mas apenas quando estão em causa trabalhadores que já recebem salário mínimo e que reúnam determinados requisitos.

Ainda oficioso, o acordo assinado no dia 25 de Setembro, define já os requisitos. Assim, fica definido no mesmo acordo que os trabalhadores têm de estar vinculados pelo menos desde Maio de 2014 à empresa, e entre Janeiro e Agosto terem recebido “pelo menos num dos meses”, uma remuneração equivalente ao salário mínimo (ou seja, a 485 euros). Além disso, as empresas têm de ter a sua situação contributiva regularizada perante a Segurança Social.

Recorde-se que as contribuições são pagas por referência ao salário do mês anterior.